27 de jun de 2011

Animal em extinção:TIGRES

De todos os felinos existentes na natureza, o tigre-siberiano é o maior. Os machos podem chegar a pesar mais de 300 quilogramas. Na natureza o maior tigre-siberiano já encontrado pesava 386 quilogramas, enquanto que o maior em cativeiro pesava 423 quilogramas. Em relação às outras subespécies de tigre, têm um pelagem mais grossa e mais clara, devido ao clima frio do lugar onde vive, onde os invernos são rigorosos e com neve. Seu habitat consiste de florestas decarvalhos e suas presas são alcesjavalisrenas e cervos.


O tigre é muito respeitado pelos povos nativos da região, tal como no resto da Ásia. O povoUdege refere-se ao tigre como o Amba (grande soberano). Também o consideram o protetor da planta médica, ginseng. Ataques de tigres-siberianos a seres humanos, apesar da proximidade, são raros, sendo a maioria deles causada quando um tigre é surpreendido e sentindo-se ameaçado.o tigre siberiano tambem sofre de extinção como o tigre dente de sabre;geralmente é encontrado na Ásia.



As grandes ameaças que pairam para com os tigres-siberianos hoje em dia são o comércio de órgãos na medicina chinesa e a destruição de seu habitat. A Sibéria concentra grandes áreas de florestas e isso é um grande atrativo para empresas madeireiras.




Florais de Bach para Animais

FLORAIS DE BACH PARA ANIMAIS 
GOTINHAS PARA O EQUILÍBRIO DAS EMOÇÕES

Deolinda Eleutério*

O sistema Florais de Bach™ é composto por 38 essências extraídas de flores silvestres que possuem propriedades curativas. 
Foi criado em 1930 pelo médico inglês Edward Bach. 
Os animais de companhia reagem emocionalmente às condições do ambiente, das pessoas, de outros animais. 
Distanciados de seu ambiente natural há milhares de anos, não raras vezes mostram sinais de desequilíbrio emocional. 
Os florais atuam no equilíbrio das emoções. 

ATENDIMENTO DA TERAPEUTA

É através da descrição do comportamento e das emoções do animal que a terapeuta pode eleger e indicar as essências florais que irão ajudar a equilibrá-lo: medo, desânimo, impaciência, intolerância, hiperatividade, ciúmes, agressividade, tristeza, saudades etc.
É importante mencionar se o animal está castrado ou não - onde, como e com quem convive - como se relaciona com pessoas e outros animais - estado de saúde - se está tomando medicamentos ou passou por cirurgias - etc.

RECOMENDAÇÕES PARA USO

Uma fórmula de Florais de Bach pode conter até 6 essências colocadas num mesmo frasco conta-gotas de 30ml e deve ser feita numa Farmácia Homeopática ou de Manipulação. 
Uma fórmula com 6 essências custa cerca de 15 reais.
Para Cães e Gatos:
- pede-se que a farmácia manipule SEM NENHUM CONSERVANTE
- o frasco deverá ser guardado na geladeira (para conservar)
- 10 gotas devem ser colocadas no pote de água, em toda troca até o término do frasco
- caso o animal não tome água no pote, podem ser dadas 4 gotas diretamente na boca, 4 vezes ao dia.

Ao término do tratamento, as mudanças observadas no comportamento do animal devem ser relatadas à terapeuta. Se necessário, novas essências podem ser indicadas.

OBSERVAÇÕES

- Florais não possuem componentes químicos e não têm contra-indicações.
- Florais não substituem o tratamento médico. Consulte sempre um Veterinário. 
- Outros animais, que vivem no mesmo ambiente, podem tomar da mesma água.

A cirurgia de castração será sempre recomendada para melhor qualidade de vida de cães e gatos.

Para problemas de comportamento (educação/adestramento), devem ser solucionados por um especialista em comportamento canino. Indicação:http://www.supernannydogs.com.br/ - SP.

21 de jun de 2011

Dor em cães idosos....dor de endereçamento


Dor de endereçamento em cães nem sempre foi uma prioridade para os veterinários. Na verdade, ao mesmo tempo, muitos acreditavam na profissão os animais não foram capazes de sentir dor ou de alguma forma percebida de forma diferente do que seres humanos.
Agora isso mudou.Durante a última década, a pesquisa mostrou como os animais e os seres humanos têm similar caminhos neurais para o desenvolvimento, condução e modulação da dor.
"Eles sentem dor como nós", explica o veterinário Shana Savikko, assessor veterinária para a American Animal Hospital Association, em Lakewood, Colorado."E que a dor pode ser debilitante, diminuir a qualidade de vida, e diminuir o elo entre o animal e o dono."
Armado com um melhor conhecimento, medicina veterinária deu um enorme salto em frente na redução do sofrimento animal causados ​​por cirurgias dolorosas, lesões, doenças e condições crônicas.
Hoje, o manejo da dor freqüentemente é ensinada no currículo de muitas escolas de veterinária.Na verdade, alguns anos atrás, o American Animal Hospital Association (AAHA) divulgou um plano, das sortes, para os veterinários sobre a forma de aliviar e, quando possível, eliminar o sofrimento animal.
Para os cães mais velhos, controle da dor pode ser um desafio.Uma série de condições médicas e doenças causam desconforto em cães idosos, notas Savikko, variando de abscessos osteoartrite e dente para vários tipos de câncer.
Apenas como seres humanos cada cão sente dor de forma diferente.Para alguns pooches azar o desconforto pode ser causado por mais de uma fonte.Por exemplo, um cão mais velho já chia com artrite que sofre a cirurgia para remover uma massa potencialmente cancerosas podem sentir desconforto muscular desde o posicionamento durante o procedimento e à própria operação.
Infelizmente nossos animais de estimação não podem nos dizer quando eles não estão se sentindo bem e, de fato, instintivamente tenta esconder seu desconforto de nós."Com o tempo você vê-los mostrando sinais de dor que normalmente significa que eles estão sofrendo por um bom tempo", diz Savikko.
Aqui estão alguns dos sinais físicos e comportamentais, possivelmente desencadeada pela dor, a procurar em seu cão:
  • Invulgarmente calma, apáticos, agitados ou não responder.
  • Lamentando, choramingando, ou uivando.
  • Constante lamber de uma parte específica do corpo.
  • Atuando fora de caracteres ou de forma agressiva ou submissa.
  • Orelhas achatadas contra a cabeça.
  • Problemas para dormir ou comer.
  • Buscando mais carinho do que o habitual.
"Eles também podem ser mais lentas para se levantar e menos dispostos a participar das atividades normais que eles usaram para apreciar tanto", acrescenta Savikko.
Se você suspeita que seu cão está com dor, fazer uma nomeação para ver o seu veterinário.Há muitas maneiras veterinários pode ajudar seu animal de estimação se sentir melhor, diz ela, incluindo a prescrição de medicação para controlar os sintomas como inflamação, inchaço, rigidez e desconforto na articulação.
Antiinflamatórios não-esteróides (AINEs) são uma opção para animais de estimação geriátrico, especialmente aqueles que sofrem de artrite.Os peritos veterinários alertam, no entanto, que os comprimidos usados ​​para controlar a dor, tais como AINEs, deve ser dado somente quando necessário e na menor dose eficaz.
Você também pode aliviar o desconforto do seu cão através de uma abordagem mais holística, que inclui suplementos nutricionais, acupuntura, massagem e fisioterapia.Técnicas de reabilitação para obter cães de volta em todas as quatro patas são semelhantes ao que é feito em seres humanos.Estes incluem a terapia de calor, alongamento passivo, amplitude de movimento, exercícios e hidroterapia.
Rapidamente localizar a dor em seus animais de estimação do envelhecimento e tendo a ação apropriada é importante para melhorar significativamente a qualidade de suas vidas.
Sobre o autor: Maryann Mott é um jornalista Arizona baseados animal de estimação.
http://www.dogster.com
site  

Calculando a idade do seu cão....




Na verdade, o envelhecimento canino é muito mais rápido durante os dois primeiros anos de vida. Após os primeiros dois anos, a relação se estabelece em 5-1 para raças pequenas e médias. Já para raças de grande porte, a taxa é de 6-1, e para raças gigantes, de 7-1. Assim, aos 10 anos, a idade de um cão dinamarquês será de 80 anos, enquanto a de um pug será de apenas 64 anos.
Use a tabela abaixo para calcular a idade do seu cão:



Se nós dogs fossemos... como os humanos....

Ahh eu também queria uma foto assim...

tirado do site Auau e Miau

11 de jun de 2011

Denuncie o trafico de animais




MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE
MINISTRA DE ESTADO 
Maria Osmarina Marina da Silva Vaz de Limamarina.silva@mma.gov.br
DDD (61) Telefones: 4009-1057/1058/1289
Esplanada dos Ministérios, Bloco B, 5º andar
70068-900 - Brasília - DF
FAX: 4009-1755

IBAMA � LINHA VERDE
linhaverde.sede@ibama.gov.brDr. Marcus Luiz Barroso Barros (Presidente) 
marcus.barros@ibama.gov.brSCEN Trecho 2 Ed. Sede do Ibama
Cep: 70.818-900 Brasília - DF
Tel: (61) 226-8402 /226-8909/ 316-1001 até 1004
Fax: (61) 322-1058
Tel.: 0800-61-8080


POLÍCIA FEDERALDPF LUIZ FERNANDO CORRÊA (Diretor Geral) Telefone: 3311-8501; 8504
FAX: 3321-9386 SAS Quadra 6, lotes 09/10 -ED.SEDE/DPF
CEP: 70037.900 - Brasilia/DF
P A B X: 311-8000
Telefone do Plantão: 223-2302/311-8450/8452 

dcs@dpf.gov.br 

RENCTAS � REDE NACIONAL DE COMBATE AO TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES


Adote um amigo

animais não são palhaços

Campanha Não abandone seu animal de estimação!!

Fotos de animais....tirada da net







6 de jun de 2011

O que é sarna e como tratar


A sarna é causada por uma infestação de ácaros de sarna. Seu nome latino, Demodex canis, deu origem a outros nomes formais para essa afecção: demodécia.
A melhor estratégia para o tratamento da sarna é a prevenção



A melhor estratégia para o tratamento da sarna é a prevenção
A maioria dos cães saudáveis sempre carrega uma pequena população de Demodex mites. A demodécia pode ser localizada, o que significa que se estabeleceu somente em uma área do corpo do cão ou pode ser generalizada, espalhando-se por todo o corpo. A demodécia localizada é mais comum e freqüentemente melhora de maneira espontânea. Por outro lado, a demodécia generalizada, que felizmente é muito rara, exige que o cão tome banhos de imersão uma ou duas vezes por semana, entre seis e oito semanas. Normalmente, o cão precisa ser depilado para que o banho seja mais eficiente.
Acredita-se que a demodécia seja, ao menos em parte, genética e cães que possuam essa característica devem ser esterilizados, de modo que não passem a característica adiante. As raças que tendem a ser mais afetadas pela demodécia são a Afghan, Pit Bull Terrier, Staffordshire Terrier Americana, Terrier de Boston, Boxer, Buldogue, Chihuahua, Shar-Pei, Collie, Dálmata, Doberman, Pastor Alemão, Dinamarquês, Pastor Inglês e Buldogue miniatura (pug).
Outro tipo de acaro de sarna, o Sarcoptes Scabei, é a causa da sarna sarcóptica, mais conhecida como escabiose. Esses ácaros abrigam-se na camada mais externa da pele e põem ovos. Os ovos são chocados, as larvas amadurecem e o ácaro adulto recomeça o ciclo. A escabiose é altamente contagiosa e é uma das afecções mais comuns e que podem ser transmitidas de cães para pessoas por meio do contato direto.

O que fazer
A melhor estratégia para o tratamento da sarna é a prevenção. Escovações e banhos regulares ajudarão a remover crostas e pele descamada provocada pela sarna e podem ajudar a manter seu cão livre dessa doença. Se seu cão tiver sido infestado por ácaros de sarna, lave totalmente sua cama ou outras áreas em que ele dorme. Não tente qualquer outro tratamento caseiro até que você tenha levado seu cão ao veterinário.
Quando ir ao veterinário
Os sinais de demodécia localizada são perda de pêlos e crostas de pele e  pele avermelhada ao redor do focinho ou patas dianteiras. A demodécia generalizada apresenta sinais similares, porém mais espalhados e severos. Para diagnosticar a demodécia, seu veterinário raspará suavemente parte da camada superficial da pele do cão e examinará o material sob o microscópio para ver se há ácaros. Se necessário, o veterinário prescreverá um banho e antibiótico para evitar qualquer infecção secundária provocada por arranhões. Infelizmente, a demodécia é persistente e não há garantia de recuperação, especialmente em cães mais idosos.
Os sinais de escabiose são perda de pêlo, pequenos inchaços avermelhados e coceira intensa. Como a sarna demodética, a escabiose é diagnosticada através de raspagem da pele e tratada com um banho semanal que seu veterinário prescreverá. Se seu cão tiver escabiose, você precisará isolá-lo até que o tratamento se complete e limpar totalmente tudo o que tiver entrado em contato com ele. Os ácaros da sarna sarcóptica são extremamente persistentes, de modo que outros cães da casa também devem ser tratados, mesmo que não apresentem sinais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga-me no Twitter

Follow babyandfamily on Twitter